!Hola Madrid! - Uma ode (não em forma, mas em sentimento)

Viajar é muito mais uma questão sensorial e psicológica do que propriamente aventura, lazer, diversão. Bem, talvez não seja para todas as pessoas, mas para mim é. Talvez por isso seja difícil não gostar de um lugar - cada localidade tem suas especificidades que, geralmente, vão muito além da beleza.
Sensorialmente falando, pois, um dos lugares mais fascinantes é a Plaza Mayor, coração de Madrid e, talvez, da Espanha. Não o coração geográfico (este está na Puerta del Sol), mas o coração que pulsa. A tal praça é um grande espaço aberto - por vezes ocupado por barracas - cercado de prédios antigos e históricos, de uma arquitetura fascinante. É bela. Mais que isso, porém, transborda emoção. Pisar naquele chão é iniciar uma outra viagem. Se você se entregar, rapidamente verá que está num local onde reis e rainhas desfilaram, cavaleiros lutaram, nobres festejaram e brigaram, inimigos foram assassinados... Não, você não encontrará estas cenas em lugar nenhum na Plaza Mayor; ao mesmo tempo, tudo está lá, em cada pedra, em cada ponto. Basta querer enxergar.
Ah, e tem um detalhe pitoresco - e, claro, essencial: se você percorrer os cantos da praça com atenção, encontrará em um deles a Ciudad Rodrigo!

PS: esta postagem é especial. E o motivo um amigo há de saber. É pra você! Seja bem-vindo!

Um comentário:

Henry disse...

Salve, Salve !
Finalmente se rendeu ao mundo do blogs. Ficou bacana.
Vou passar sempre por aqui, para dar umas besbilhotadas e deixar uns rabiscos.
ABs