Hollywood na Broadway - quase lá!

Numa recente visita a Nova York, quase cometi a insanidade de não ir à Broadway (confesso que só considerar a possibilidade de não ir já é por si só uma insanidade). A questão é que tinha montado um roteiro alternativo pela cidade, no qual a Broadway era uma possibilidade conforme o tempo disponível. Isso mesmo, se desse tempo...!
Era sexta-feira, 11 de setembro, por volta de 17h. Eu procurava o último item do roteiro daquele dia. Tratava-se do Discovery Times Square Exposition, um recém-inaugurado espaço que trazia duas interessantíssimas exposições: Titanic e o Legado de Lucy. Fica na Rua 44, a duas quadras da 42 St., região de Times Square e da... Broadway.
Andava pela rua procurando o Discovery quando, de repente, olhei à esquerda e vi o Teatro Majestic, onde “O Fantasma da Ópera” estava em cartaz. Fiquei exultante - sempre quis ver essa peça e ela estava ali, perto de mim. Alguns passos à frente me deparei com o museu. “Bom”, pensei, “são cerca de 17h30. Se tudo der certo, saio a tempo de ver a peça. Se não der, tudo bem”. A prioridade era o museu.
Não que as duas exposições não tenham valido a pena - valeram demais! Deparar-me com Lucy, o ancestral humano mais antigo já conhecido, com 3,18 milhões de anos, foi emocionante (mas isso conto em outra oportunidade).



Vi as duas exposições com toda a tranquilidade, a ponto de ficar muitos minutos olhando para aquele esqueleto de milhões de anos. Quando saí do museu, vi as filas nas portas dos teatros. Esbocei um sorriso - se tivesse sorte, daria tempo de ver a peça. Foi quando olhei para frente e vi um letreiro enorme anunciando “Hamlet”! Havia lido a obra tempos antes e vê-la na Broadway me atiçou. Ainda no letreiro, vi: “With Jude Law”. Nossa, estava à minha frente a oportunidade de ver uma peça na Broadway com um astro de Hollywood. O letreiro ainda informava que o ator ficaria lá em curta temporada, até 8 de dezembro. Sem dúvida, seria um privilégio.
Não tive dúvida: cruzei a rua e fui direto à bilheteria. Não tive tempo nem de estranhar a ausência de filas (na verdade, havia tantas filas na rua que sequer reparei que naquele teatro elas não existiam). Achei que todos já tivessem entrado e fiz a pergunta a partir dessa lógica: “Ainda há ingressos?”. A resposta foi um balde de água fria. “A estreia será amanhã apenas”. Foi aí que me dei conta de tudo. Ainda olhei para um cartaz à minha direita anunciando a estreia grandiosa no sábado.
Não tive como não lamentar, afinal deixaria a cidade na manhã seguinte. Ao mesmo tempo, quase não tive tempo de lamentar. Eram 19h50 e mal teria tempo de tentar um ingresso de “O Fantasma da Ópera”. No Majestic, as filas entrando, a bilheteria ainda aberta. Repeti a pergunta: “Ainda há ingressos?”. A resposta, sorridente, veio seguida de uma oferta: “Sim, temos um lugar ótimo”. Quinta fila, em frente à orquestra. Preço: US$ 120.
Em dez minutos, começava a assistir mais um espetáculo inesquecível... na Broadway!



PS: o “Jornal da Globo” apresentou quinta-feira (26/11/09) uma interessante reportagem sobre a invasão hollywoodiana à Broadway. Estão lá em cartaz Hugh Jackman, Daniel Craig e Sienna Miller, além de Jude Law. Veja a reportagem abaixo.





A foto da peça foi capturada no site oficial. Para acessar, clique aqui.

Nenhum comentário: